Research

Publications

Research project

Activities

Perfil Epidemiológico de Pacientes com Lesão Traumática do Plexo Braquial avaliados em um Hospital Universitário no Rio de Janeiro

Resumo: Os traumas que acometem o plexo braquial estão cada vez mais incidentes, ocorrendo principalmente por acidentes automobilísticos e de motocicleta. Lesões associadas ao trauma podem gerar graves disfunções sensitivas e motoras, temporárias ou permanentes, comprometendo o desempenho do indivíduo em vários aspectos. O grande índice de morbidade no indivíduo jovem masculino pode causar forte impacto econômico e social. Procuramos por meio deste estudo, descrever o perfil epidemiológico dos pacientes com lesão traumática do plexo braquial (LTPB) avaliados no Setor de Fisioterapia do Instituto de Neurologia Deolindo Couto (UFRJ/RJ). Metodologia: Foram avaliados 21 pacientes com lesão do plexo braquial no período de Setembro a Novembro de 2011. Foram incluídos pacientes de ambos os sexos, com idade entre 18 a 75 anos e história de trauma do plexo braquial. Os dados foram retirados da anamnese e do questionário sócio-demográfico. Todos os pacientes assinaram o Termo de Consentimento Livre e Esclarecido. Resultados: A população do estudo foi composta por 18 homens e 3 mulheres, evidenciando maior incidência da lesão no sexo masculino (85,7%, acometimento de homens na razão de 6:1). A média de idade foi de 33,2 anos. Os acidentes de trânsito foram os principais causadores de trauma (81%), sendo os acidentes de motocicleta responsáveis por 66,7% das lesões. Lesões associadas ao trauma ocorreram em 76,2% dos pacientes. Dezoito pacientes foram submetidos a cirurgias. Discussão: Os dados encontrados estão de acordo com a literatura científica no que diz respeito à grande incidência de LTPB na população jovem do sexo masculino, sendo os acidentes de trânsito, especialmente de motocicleta, os maiores responsáveis pelas lesões. Conclusão: A crescente incidência de LTPB constitui um problema de saúde pública, sendo, portanto necessários programas de conscientização e prevenção deste tipo de acometimento,visto que as causas externas de óbito vêm se mantendo como terceira causa de morte no Brasil. Futuros estudos são necessários para extrapolação dos resultados.

Palavras-chave: Epidemiologia, Plexo Braquial, Nervos Periféricos

Link para o artigo: http://files.bvs.br/upload/S/0101-8469/2012/v48n3/a3208.pdf

Citação: MELLO JUNIOR, J. S. ; SOUZA, T. C. R. ; ANDRADE, F. G. ; CASTANEDA, L.R. ; BAPTISTA AF ; NUNES, K. ; VARGAS CD ; GOMES, M. M. ; GUEDES, J. F. ; MARTINS, J. V. P.  Perfil Epidemiológico de Pacientes com Lesão Traumática do Plexo Braquial avaliados em um Hospital Universitário no Rio de Janeiro, Brasil, 2011. Revista Brasileira de Neurologia, v. 48, p. 5-8, 2012.